Piranhas, Alagoas: o que fazer no sertão alagoano

11:21

Pequenina e bastante sossegada, a cidade histórica de Piranhas, em Alagoas, é a melhor opção para pernoite se você vai fazer o passeio de catamarã pelos Cânions de Xingó.

O destino é daqueles que encanta facilmente o visitante! A cidadezinha histórica fica situada em pleno sertão alagoano e é uma ótima opção para quem gosta de belezas naturais, trilhas, cultura, animação e sem esquecer da boa gastronomia!
Piranhas - Alagoas

Localizada a 266 km de Maceió, capital de Alagoas. A viagem até Piranhas é bem tranquila e dura em torno de 4 horas.

A cidade fica situada nas margens do famoso Rio São Francisco, foi cenário das cenas iniciais de “Bye Bye Brasil” e da novela “Velho Chico” e “Cordel Encantado”.

Conhecida por ter tido as cabeças de Lampião e Maria Bonita exibidas em frente ao prédio de sua prefeitura, na década de 1930, Piranhas é a terceira cidade mais visitada de Alagoas, atrás de Maceió e Maragogi. O que transformou o local em rota turística é o seu cânion, navegável a partir de 1994 com a construção da Usina Hidrelétrica do Xingó.
Rio São Francisco - Piranhas
Com casinhas coloridas e ruas estreitas e de paralelepípedo, Piranhas foi tombada pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional.
Conjunto arquitetônico preservado rendeu o título de Patrimônio Histórico Nacional.

A cidade possui diversas pousadas e Hotéis, além de contar com um centro de artesanato (que funciona de quarta a domingo, 10h às 17h), museu sobre o cangaço e uma noite agitada no fins de semana. O centrinho histórico recebe turistas e conterrâneos com música ao vivo. Há vários bares e restaurantes!

O que fazer em Piranhas

Passeio da Rota do Cangaço;
Rota do Cangaço - Alagoas
O passeio, de quatro horas e meia, sai do atracadouro de Piranhas. Você navega pelo leito natural do Rio São Francisco até o distrito de Entremontes, onde vai conhecer de perto o rendedê, bordado típico da região. Dali, pegamos um catamarã bem confortável, onde é possível comprar alguns drinks e tomar banho em uma rede protetora enquanto o barco se movimenta. Ele segue para o ponto de onde sai a trilha que leva à Grota de Angico (foto acima), já no município de Poço Redondo, em Sergipe — lugar onde Lampião, Maria Bonita e mais nove cangaceiros foram mortos durante uma emboscada.

Centro Histórico;
Não é a toa que o Centro Histórico foi declarado Patrimônio Histórico Nacional, pois sua arquitetura é incrível, repleta de casinhas coloridas e preservadas. Durante o dia dá para conhecer as antigas igrejas da cidade. No centro são duas: a Igreja Nossa Senhora da Saúde, construída no século XIX em estilo neoclássico e a Igreja de Santo Antônio de Lisboa, a mais antiga de Piranhas (1790), onde estão depositados os restos mortais dos fundadores da cidade.

Dá para visitar ainda o Centro de Artesanato, Artes e Cultura de Xingó, que funciona na antiga Casa de Máquinas da Rede Ferroviária e tomar um banho de rio na prainha da Orla Altemar Dutra. Por onde quer que você caminhe… uma porta, uma janela, um suspiro. A estátua de Padim Ciço também está lá.

Pela noite, o movimento fica por conta dos barzinhos da cidade, como a clássica Pizzaria e Cachaçaria Altemar Dutra. Nos fins de semana, bem no centrinho, com mesas dispostas na rua, rola o tradicional forro típico do interior.

Museu do Sertão;
Conta com uma exposição de peças ligadas ao cangaço, estrada de ferro Paulo Afonso, navegação a vapor, religiosidade sertaneja e costumes locais. O acervo é composto de fotografias, documentos (cartas e bilhetes) escritos por Lampião, miniaturas de embarcações, entre outros artefatos.

Torre do Relógio;
Fica bem em frente ao Museu do Sertão. A torre foi construída em 1879 e sua arquitetura se destaca no centro de Piranhas. O local abriga o ‘Café da Torre‘, que funciona no alto do edifício.

Mirante da Igreja;
Mirante da Igreja - Piranhas
Fica no alto de 250 degraus de uma escada íngreme e irregular. No topo fica a igreja de Nosso Senhor do Bonfim.

Mirante Secular;
Mirante Secular - Alagoas
O Mirante Secular fica no lado oposto ao Mirante da Igreja e abriga um obelisco que foi construído no final do século XIX para saudar o século XX, que se iniciava. A boa notícia é que, além da escadaria que o liga até a cidade (364 degraus), o mirante secular pode ser visitado de carro, pela estrada que sai de Piranhas em direção a Canindé.

Como chegar?
Piranhas fica localizada a 266 km de Maceió, capital de Alagoas. A viagem até Piranhas é bem tranquila e dura em torno de 4 horas.

Você pode gostar também

0 comentários. Clique aqui para comentar também!

Postagens Recentes

Quando viajar a Maceió

Quando viajar para Maceió?

O período mais aconselhável para aproveitar as maravilhas de Maceió é de janeiro a março e de agosto a dezembro, quando as águas são mais c...