segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Conheçam os naufrágios de Alagoas

Acredito que poucos turistas, e até mesmo alagoanos, sabem que nosso estado é um dos locais mais bonitos do país para prática do mergulho com cilindro. Dona de um dos litorais mais belos do Brasil, Alagoas é estado ideal para quem quer renovar suas energias, conhecendo um novo mundo cheio de novas cores, formas, texturas e criaturas.
Nosso estado possui inúmeros pontos de mergulho, sejam elas em grandes formações de corais ou diversos naufrágios, com uma visibilidade excelente variando entre 7 e 70m de profundidade. Os naufrágios mais conhecidos da nossa região são: Itapagé, Draguinha, Dragão e Sequipe. Vale ressaltar que o Itapagé foi considerado em 2011 um dos 3 melhores naufrágios do Brasil.

Naufrágio Itapagé
Foto Bocas ao Vento
É o principal naufrágio da nossa região e foi eleito um dos três melhores naufrágios do Brasil. É também considerado um dos naufrágios mais dramáticos, devido a uma grande quantidade de vítimas. O Itapagé era um paquete com cerca de 120 metros de comprimento que foi afundado em setembro de 1943 pelo submarino alemão U-161, e foi justamente por esse motivo que o Brasil acabou ingressando na II Guerra Mundial. Hoje ele repousa a 27 metros de profundidade a 8 milhas da Costa da Barra de São Miguel, município alagoano situado no litoral sul. Este naufrágio é muito rico em vida marinha, sendo comum no mergulho encontrar várias raias, tartarugas, moréias e centenas de outros peixes.
Naufragios Do Brasil

Naufrágio Dragão
Foto Juan Cela
Localiza-se a 8,8 milhas da Praia do Francês, em Marechal Deodoro, trata-se de uma draga de 55,5m de comprimento e 10,5m de boca, afundada em 1927. A embarcação encontra-se desmantelada e de cabeça para baixo, sendo mais antigo naufrágio de Alagoas. Tem uma ótima visibilidade da água que ajuda a deixar o mergulho mais fácil de acontecer, sendo rico em variedade marinha. Devido ao tempo, o casco da embarcação se rompeu, deixando à mostra toda a estrutura interna. Nelas nascem corais de várias especiais, que se multiplicam ao longo dos anos. Para os amantes do mergulho, suas grandes engrenagens são os principais destaques do naufrágio
Naufragios Do Brasil

Naufrágio Draguinha
Foto Juan Cela
Como o próprio nome indica, era uma draga não tinha propulsão própria, viajava rebocada de Salvador à Recife. Parou em Maceió, ao o reiniciar a viagem, as condições do mar eram péssimas, ocasionando um alagamento na embarcação, fazendo com que ela viesse a naufragar em 14 de julho de 1961 a 30 metros de profundidade e aproximadamente 7 milhas da costa de Maceió. Nele podemos encontrar entre os destroços uma velha caldeira, assim como uma grande variedade de peixes e vida marinha. Sendo muito comum encontrarmos raias, barracudas e tartarugas.
Naufragios Do Brasil

Naufrágio Sequipe
Foto Ecoscuba Maceió
O Sequipe era uma balsa guincho para transporte de materiais que afundou por volta de 1918. Está a aproximadamente 30 metros de profundidade e a 9 milhas da costa de Maceió, a mais ou menos um hora de navegação em lancha rápida. Lá também é comum encontrar com frequência várias espécies de peixes, moréias, raias e tartarugas.
Naufragios Do Brasil


Lista de Naufrágios de Alagoas
CLIQUE NA IMAGEM PARA MELHOR VISUALIZAÇÃO (Foto Naufragios Do Brasil)

3 comentários:

  1. Oi Piter, quais sao as empresas que fazem merguho em Maragoggi?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode entrar em contato com a Costa Azul e Costa dos Corais!

      Excluir
  2. Oi Piter, quais empresas você indica para mergulho? E é melhor mergulhar em Maceió ou Maragogi?

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

82 9 8172-9739 (WhatsApp)

E-mail: maceioalagoasoficial@hotmail.com

Recente Post

recentposts

Seguidores