Artesanado em Alagoas: Onde comprar e principais tipos

Artesanado em Alagoas: Onde comprar e principais tipos

Alagoas tornou-se referência nesse segmento com peças exclusivas, que encantam o mundo todo.

Um convite para imergir nas profundezas da identidade do povo alagoano é conhecer a arte local, assim como as manifestações e tradições folclóricas. Seja nos litorais Norte e Sul, nas lagoas, passando pelo agreste e sertão, ou às margens do Rio São Francisco, o artesanato em Alagoas figura como uma das mais fortes expressões artísticas locais.

Cada região possui artesanatos com características peculiares, cuja matéria prima e a inspiração variam de acordo com o entorno em que estão inseridos. A variedade de materiais impressiona. Sendo assim, fios, tecidos, fibras, madeira, semente de coco, barro, argila, ferro e couro se transformam em preciosidades nas mãos dos nossos artesãos.

Se você é do tipo de turista que não vai embora sem levar aquela bela lembrancinha do destino, já fica ligado que a seguir vamos contar quais são os principais tipos, estilos e onde encontrar o melhor do artesanato em Alagoas.

Onde comprar?

Galeria Karandash

Uma das galerias mais tradicionais de Maceió, a Karandash conta com um acervo de mais de 2 mil peças de artesãos de todo o Brasil, mas com atenção especial aos alagoanos. Por lá é possível encontrar peças de João das Alagoas, Dona Irinéia e artesãos da Ilha da Ferro, entre outros.

Galeria Karandash

A karandash fica localizada na Avenida Moreira e Silva, nº 89, no bairro do Farol, na parte alta de Maceió. O telefone para contato é (82) 3317-6693.

Encanto do Tear

Encanto do Tear existe há quase 30 anos e comercializa, além de produtos de decoração, artesanato e arte popular alagoana. As tipologias em madeira, cerâmica, palha, arte indígena, além da tecelagem são as especialidades da casa.

encanto do tear maceió

A loja fica na Avenida Mario Nunes Vieira, no bairro da Mangabeiras. O horário de atendimento é das 8h às 18 horas, de segunda a sábado.

Pisa na Fulô

Com duas lojas em Maceió, no Parque Shopping e no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, a loja Pisa na Fulô comercializa o artesanato alagoano para turistas e mercado local, com várias tipologias.

Pisa na Fulô

O horário de funcionamento da unidade Aeroporto é das 8h às 18h e de 23h às 8h, todos os dias. No Parque Shopping, o horário é das 10h às 22h, também diariamente.

Mercado do Artesanato

Um passeio pelo Mercado do Artesanato de Maceió é imprescindível pra quem visita a Capital do Estado. Com mais de 250 boxes de venda, por lá é possível encontrar artesanato genuinamente alagoano em várias tipologias: madeira, couro, renda, bordado, palha, cerâmica, entre outros. Além disso, muitos dos artesãos produzem também ali no local, dando a oportunidade a quem visita de conhecer o modo de produção da arte popular alagoana.

Mercado do Artesanato

O Mercado do Artesanato fica localizado no Parque Rio Branco, nº 71, na Levada. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 07 às 17 horas e aos domingos, das 07 às 12 horas.

Pontal da Barra

À beira da lagoa Mundaú está localizado o bairro de Pontal da Barra e é lá um dos cantinhos mais charmosos de Maceió, onde estão concentradas boa parte da produção artesanal das rendeiras e bordadeiras da Capital, ganhando inclusive uma rua delas, a “Rua das Rendeiras”.

Pontal da Barra
Pontal da Barra

Por lá é bem comum encontrar as artesãos bordando à porta de suas lojas e ateliês, produzindo artesanato genuinamente alagoano, principalmente o famoso filé, reconhecido internacionalmente e considerado patrimônio imaterial de Alagoas.

Centro de Artesanato de Piranhas

No Sertão de Alagoas, a beira do Rio São Francisco, está uma das mais belas cidades do Estado, Piranhas, distante 266 km da capital. Além de conhecer a história do Cangaço e as belezas naturais sertanejas, a cidade possibilita o acesso ao artesanato genuíno de Alagoas, como o bordado redendê e o trabalho feito pelo grupo produtivo estação Cangaço, ambos típicos da região.

Centro de Artesanato de Piranhas

O Centro de Artesanato de Piranhas fica no centro da cidade, na rua José Martileno Vasco, em frente ao Museu do Sertão. O horário de funcionamento é das 09 às 18 horas, de quarta a domingo.

Povoado Quilombola de Muquém

Na terra de Zumbi dos Palmares, o município de União dos Palmares, distante 80 km da Capital, se encontra a sede da Adapo, Associação da Comunidade Muquém de Remanescentes Quilombolas de União dos Palmares, berço de duas mestres artesãs alagoanas, Dona Irineia e Marinalva, que transformam o barro em lindos peças, artigos de decoração e panelas.

Povoado Quilombola de Muquém
Povoado Quilombola de Muquém

Por lá, além delas, possuem outras artesãs que fazem também trabalho em argila, bordados e bonecas de pano. A visita à associação e a casa das mestres é feita com agendamento pelo telefone (82) 99696-8885.

Artesol Associação das Artesãs do Pontal do Coruripe

No litoral Sul de Alagoas, em Pontal de Coruripe, a cerca de 90 km de Maceió, um grupo de artesãs faz tanto sucesso quanto as belas praias da região. 

artesanato Pontal de Coruripe

Elas produzem bolsas, mandalas, doleiras e acessórios moda casa da fibra do Ouricuri. A sede da Associação das Artesãs de Pontal de Coruripe funciona das 8h30 às 17h, de segunda a segunda. Fica localizada na Rua Massari Neto Beltrão Lessa, s/n, em frente ao Farol.

Centro de Artesanato de Feliz Deserto

Em Feliz Deserto, também no litoral Sul alagoano, distante 120 km da capital Maceió, o artesanato alagoano encontra destaque na palha da Taboa, usada para produção de cestas, bolsas, tapetes e revestimentos de móveis. A confecção das peças artesanais passa por um processo de tiragem nos alagados, secagem, ripagem, trançagem e montagem das peças 100% natural.

Centro de Artesanato de Feliz Deserto

A sede da Associação das Artesãs de Feliz Deserto – que conta atualmente com 16 associadas – comercializa a arte popular da região não só para os turistas que visitam as belas praias da cidade, como também com comerciantes e colecionadores do Brasil e Exterior.

A sede fica localizada na Avenida Governo Ronaldo Lessa, s/n, e o horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 8h30 às 17h.

Associação das Mulheres de Fibra

No litoral Norte de Alagoas, na cidade de Maragogi, a 130 km de Maceió, é possível atrelar artesanato local ao turismo de aventura. Os turistas que buscam contato com a natureza podem conhecer a trilha do Vesgueiro – com rios, cachoeira e um visgueiro gigante – e a Associação das Mulheres de Fibra que transforma a fibra da bananeira em artigos para casa como jogo americano, porta copos e porta chaves, além de bolsas e tapetes.

Associação das Mulheres de Fibra

Para agendar as visitas à trilha e a Associação é necessário ligar para o telefone (82) 99113-8299. Para visitar somente o ponto de venda, o horário de funcionamento é das 8h às 17h, de segunda a sábado. A sede está localizada no povoado Água Fria, na zona rural de Maragogi.

Conheça os principais tipos de artesanato em Alagoas

FILÉ – RENDA


Pontal da Barra: o bairro das rendeiras. O colorido sem igual, trançados originais dão ao Filé uma característica tão peculiar, tão alagoana, considerado inclusive Patrimônio Imaterial Cultural. Além do Filé, é possível encantar-se com outros tipos de rendas como Bilro, Rendendê, Patchwork e Boa-noite.

FIBRA DA BANANEIRA

A partir da folha da bananeira é possível confeccionar bolsas, carteiras e artigos de decoração. Arte típica da Zona Rural de Maragogi, litoral norte do estado.

PALHA DO OURICURI

Artesanato típico do litoral sul alagoano. Depois de desfiada, a folha é transformada em diversos acessórios.

PALHA DE TABOA


Cores vivas e únicas, a planta dá vida a bolsas, tapetes e utensílios para casa. Arte comum de Feliz Deserto.

MADEIRA

A arte em madeira de Alagoas se destaca por suas famosas carrancas, famosas pela proteção aos navegantes do Rio São Francisco. Além delas, os artesãos alagoanos esculpem imagens religiosas e animais da fauna local.

SEMENTE DE COCO

Os coqueirais são motivos de orgulho para Alagoas. As sementes do coco são matéria prima para a criação de acessórios decorativos e esculturas.

ARGILA/BARRO

A vida do homem sertanejo retratada em esculturas. É a riqueza da cultura alagoana pelas mãos de seus artesãos.

FERRO

Estanho, alumínio, cobre, estanho, prata e zinco são transformados em peças originais. através das mãos dos mestres artesãos de Alagoas.

COURO

A identidade sertaneja ganha vida com o manuseio do couro. O material se transforma em peças únicas de vestuários e acessórios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *